15/02/2008

Sem palavras...


Se eu pudesse
lhe daria um beijo:
daqueles!
Para o mundo ouvir,
saber.


Se eu pudesse
diria em poucos versos
essa coisa imensa
que me fala
sem palavra dizer.


Se eu pudesse
não diria nada
falaria apenas,
colada,
a sua língua:

- Psiu!
Si-lên-cio!...



"O sonhador, em seu devaneio, não consegue sonhar diante de um espelho que não seja profundo."

(Gaston Bachelard)