24/08/2013

não, você não entende...


será que algum dia

foi capaz de compreender?

nunca desejou salvar-se?


livrar-se da náufraga

entregue às nuvens do pensamento?

da água turva que tece

rios, correntezas de lamento?

talvez seu mundo 

seja um arco a contento...
mas aqui, outro lado da fotografia, 
não há nenhum pote de mel
em que possa deleitar a sua íris

a realidade é cinza

a espera é cinza
e eu estou cinza


h.f.

23 ago. 2013



*Poema escrito enquanto ouvia James Blunt, "Goodbye my lover".


  
"O sonhador, em seu devaneio, não consegue sonhar diante de um espelho que não seja profundo."

(Gaston Bachelard)