31/07/2013

Açores

à Graça Pires


ainda que falasse rosa
não lerias as estrelas

banhasse em fulgores
não seria a ti aquosa

deixai-me aos Açores
mar serei envolta


Hercília Fernandes.
In: Nós Em Miúdos. São Paulo: Editora Patuá, 2013, p. 83.




Graça Pires é poetisa portuguesa. Autora de vários livros, difunde a sua poesia, na internet, no blog "Ortografia do olhar". Alguns dos seus livros, tive o prazer de realizar a leitura por meio de seu próprio oferecimento. Recentemente, lançou o livro "Caderno de Significados".


16/07/2013

Convite: lançamento do livro "Nós Em Miúdos" em Caicó




A Editora Patuá e a poetisa Hercília Fernandes convidam a todos os caicoenses e visitantes da Festa de Sant'Ana 2013, para o lançamento do livro NÓS EM MIÚDOS (2013), cujo primeiro evento de lançamento se realizou na cidade de Cajazeiras-PB. Em Caicó, a exposição do livro se realizará em duas ocasiões específicas:


Na 5ª FEIRINHA DO BAR DE FERREIRINHA, organizada pelos irmãos Clóvis (Pituleira) e Roberto Fontes, que reúne diversas atrações artísticas (Ver matéria no blog Bar de Ferreirinha sobre as apresentações musicais).

Dia: 21 de julho (domingo)
Local: Atlético Clube Corinthians (Barra Nova)
Hora: 12:00h.


E em NOITE DE AUTÓGRAFO NA CASA DE CULTURA, com show do violinista e compositor Marcus Vinicius de Vasconcelos.

Dia: 24 de julho (quarta-feira)
Local: Casa de Cultura Popular (ao lado da Catedral de Sant'Ana, Praça da Matriz)
Hora: 20h30m.




Detalhes do livro:


Gênero: Poesia
Autora: Hercília Fernandes
Editores: Aline Rocha e Eduardo Lacerda
Arte e projeto gráfico: Leonardo Mathias
Prefácio: Lau Siqueira (autor do livro "Poesia sem pele")
Posfácio: Osmar Filho (prof. UFCG)
ISBN: 978-85-64308-83-1




*Para saber mais, visitem a página do livro no site da Editora Patuá http://www.editorapatua.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=148 ou a Página de Eventos no Facebook: https://www.facebook.com/events/494129917332974/



15/07/2013

tanto (me) faz

Úbere, ilustração de João Saramago
inspirada nos "Moais", da Ilha de Páscoa.

morrer de porre,

guerrilha, poesia?

ah amor, tanto (me) faz...


no fim, só vejo a ilha

cerco de ruínas

muralhas,


cárceres ao cais



hfernandes,

15 jul. 2013






Foto: Ilha de Páscoa, nas proximidades do Chile, onde figuram os "Moais", estátuas de pedras construídas, por volta de 1.200 a 1.500 d.C., pelos primeiros habitantes, "os Rapanuis", como homenagem aos líderes mortos. Na ilha, as estátuas se apresentam dispostas de costas para o mar, em observação ao interior da ilha em que se encontravam as antigas aldeias. 

08/07/2013

inscrições

“Esqueces o poema, Antonio. A minha escrita agora és tu.
É a ti que eu quero escrever em minha vida.
Poesia não traz mala,
só vazio”.

Florbela Espanca,
In: “Florbela”, filme (2012).




Amar, amar...

Indelével
Inexoravelmente

É tudo que me resta
Que me versa

Só_mente



Erramos
E erramos feio!
Pelo silêncio
Ou por não sabermos como silenciar.




h.f.
7 jul./2013




"O sonhador, em seu devaneio, não consegue sonhar diante de um espelho que não seja profundo."

(Gaston Bachelard)