31/03/2013

(des)pertencer


mal sinto caber-me
o meu espírito
asa
acorda-me
à centelha de outra casa
lá, portas e janelas
desvão
o teto é varão 'cem' estrelas


hfernandes,
31 mar. 2013


lua chama bruma


em meio à chama e à bruma
da madrugada

a noite,
quase disfarçada,
enluarava a minha face corada

e era tudo tão sensitivo...

você
a lua

eu
o riso

ficamos ali
ensimesmados e à espera de



hfernandes,
31 mar. 2013


28/03/2013

não fosse o se, talvez...


não fosse o tom de ameaça
acompanhado d'alguma sensação de riso

de graça

não fosse a insensatez que enlaça
: à eloquência burguês

não fosse o se
talvez

essa sã estupidez



hfernandes,
27 mar. 2013

16/03/2013

À minha mãe, Maria Inês



No íntimo,
sou apenas uma menininha
que em ti aninha 
as ternurâncias ma(is)ternas


hfernandes,
14 mar. 2013

11/03/2013

en_canto


a cara da morte
não deve ser feia

sequer má

deve ser doce,
sedutora

canto de sereia em noite de luar


hfernandes,
11 mar. 2013


*Arte: Herbert Draper, Ulisses e as sereias.


09/03/2013

Verbo Liga Ação



eu queria um verso
capaz de atrair perdidos e achados
algo que se pusesse no bolso
ou na ponta do cigarro
mas falta verbo liga ação

sua camisa
                                   meus lábios


Hercília Fernandes,
In “Nós Em Miúdos”.



*Poema que integra o livro “Nós em miúdos”. Já disponível para aquisições no site da Editora Patuá. Para conhecer mais o livro, clique aqui.


"O sonhador, em seu devaneio, não consegue sonhar diante de um espelho que não seja profundo."

(Gaston Bachelard)